Do pó à vida

Escrito por Thiago de Paula Cruz

093_01
“Quarta-feira de Cinzas” de Carl Spitzweg.

Do pó à vida

As cinzas em meu peito
Eu entrego ao Senhor,
Pois não suporto a dor
Do que tenho Lhe feito.

Meu coração defunto
Implora por seu sopro
Que a todos nós faz novo
Espiritual conjunto.

Foi preciso estar só
Diante deste Poder
Que faz vida nascer
De uma porção de pó.

E é nesta terra agreste
Que espero o lar celeste.