Tradução: George MacDonald #74

Olá pessoal!

Este excerto é marcante porque reafirma a inutilidade de ficarmos nos preocupando constantemente com o que o futuro nos reserva. Seja esse futuro extremamente próximo ou distante. O que nos cumpre é fazer o que temos que fazer hoje, seja isso o que for: o presente é um dom que recebemos de Deus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Continuar lendo

Anúncios

Tradução – Never Walk Alone… A Call to Arms – Megadeth

Olá pessoal!

Muitas músicas aparecem em meu novo livro Jehanne. Algumas delas são instrumentais, ou em português ou em finlandês, mas a maioria delas é em inglês. Por conta disso, decidi traduzir essas faixas e publicá-las aqui mesmo para tentar emular algo que alguns personagens fazem. Assim podem ter acesso ao conteúdo das letras e, claro, de algumas das muitas canções que têm papel importante nessa minha obra tão querida.

Caso queiram ter pequenos vislumbres de Jehanne, podem me seguir pelo Facebook, ou pelo Google+, ou pelo Twitter porque eventualmente publicarei pequenos trechos do livro junto com o link para as páginas das traduções. Ou podem simplesmente adquirir o livro seguindo as instruções desta página.

Megadeth é uma banda norte-americana de trash metal famosa por suas músicas e também por fazer parte do Big 4 do estilo (composto também por Slayer, Anthrax e Metallica). Seu fundador, vocalista e guitarrista Dave Mustaine converteu-se ao Cristianismo por razões similares às de um personagem em Jehanne. Essa música foi a primeira do grupo que ouvi e serviu para me tornar admirador de todo o trabalho deles desde os anos 1980 até os dias de hoje.

Continuar lendo

Tradução: George MacDonald #73

Olá pessoal!

Este excerto é bastante interessante porque tendemos a pensar milagres como sendo apenas coisas grandiosas, mas muitas vezes eles são mais sutis. George MacDonald advoga aqui que os milagres de Jesus eram versões mais simples e imediatas dos milagres de Deus. Caso se lembrem, há um trecho de outro sermão em que ele fala do milagre do amadurecimento do milho; através dele, ou da imagem de alguma outra coisa como o trigo, por exemplo, fica ainda mais claro o sentido deste excerto de hoje.

061_01

Continuar lendo

Tradução: George MacDonald #71

Olá pessoal!

Este trecho que finaliza a seleção feita por C. S. Lewis do sermão “The Hardness of the Way” é, de longe, um dos meus preferidos de toda a ant0logia. Tendemos a pensar que apenas ricos são escravos do dinheiro (ou das coisas, como diz o autor), mas qualquer pessoa, de qualquer condição financeira, pode experimentar dessa odiosa servidão.

060_01
“The Begger Child”. Foto feita por Lewis Carrol de Alice Liddell.

Continuar lendo